Páginas

terça-feira, 2 de agosto de 2011

A EFICÁCIA DO TESTEMUNHO CRISTÃO

A EFICÁCIA DO TESTEMUNHO CRISTÃO - Lição 6

TEXTO ÁUREO
"[...] e ser-me-eis testemunhas tanto em jerusalém como em toda Judeia e Samaria e até aos confins da terra". At 1.8
Nótula Homilética. 1.8 Evangelização e o Espírito Santo: 1) Sem o Espírito não há poder milagroso (dunamis); 2) Sem poder não há testemunho eficaz; 3) Sem testemunho não há avanço até aos confins da terra; 4) Sem tal avanço Cristo não voltará para estabelecer Seu reino. A expansão da Igreja em Atos acompanha a predição de Cristo. Jerusalém é evangelizada, 1. 12-7.60. Judeia e Samaria são atingidas, 8.1-40. O evangelho avança sem parar em terras gentias até Roma, 9.1-28.31, chegando até nós, mas a missão ainda não está cumprida, continuemos pois a ser testemunhas vivas do nosso Mestre Jesus Cristo.  

VERDADE PRÁTICA
Não fomos chamados apenas para usufruir dos benefício da salvação, mas também para testemunhar do Salvador a um mundo que jaz no maligno.

LEITURA DIÁRIA
Cl 4.5,6. "Andai com sabedoria para com os que estão de fora, remindo o tempo. A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um."
Temperada com sal. Como a comida é temperada com sal, a vida do crente deve ser agradável e atraente, não insípida ou morosa, especialmente com os descrentes. No vocabulário de um cristão não deve existir palavras vulgares ou torpes (Cl 3.8).

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Mateus 5.13-16; Romanos 12. 1,2
Esta leitura Bíblica em classe tem uma argumentação muito profunda e muito atual, ela tem o poder de nos fazer encontrar com a nossa omissão em relação a divulgação do Reino de Deus. Destacarei em especial o verso seguinte:

Mt 5.15. "Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa". Este versículo nos chama a atenção mais uma vez sobre a eficácia do poder de Cristo em nossas vidas, é impossível está cheio do poder de Deus e não ser luz onde estivermos. Ser luz é iluminar o caminho, a mente, ser luz é mostrar esperança, mostrar que há um caminho certo e seguro a seguir, ser luz é fazer a diferença, ser desejável pela maioria, ser luz é mostrar a este mundo tenebroso que estamos seguindo a nossa caminhada em Cristo Jesus, ser luz nada mais é do que refletir a pessoa de Cristo em nós, pois só Ele é a luz dos homens. Ele é a Luz que você precisa. 
 "Eu sou a luz que vim ao mundo, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas" Jo 8.12; 12.46.

Objetivos
Saber que o cristão é o "sal" da terra.
Compreender que o cristão é como luz no mundo.
Conscientizar-se da importância do testemunho cristão. 

INTRODUÇÃO 
Nesta aula somos brindados mais uma vez pelo O Espírito Santo, pois nos lembra que somos pessoas diferentes, especiais e de boas obras (Tt 2.14). Iremos aprender ou reforçar o entendimento sobre a eficácia do testemunho cristão. Contudo, aquele só será eficaz se o cristão andar em conformidade com a Palavra de Deus, sendo de fato "sal" da terra e "luz" do mundo, ou seja, fazendo a diferença onde convive.
I. O CRISTÃO COMO SAL DA TERRA
O sal era tão valioso na época do Novo Testamento que os soldados romanos frequentemente recebiam os seus salários em sal. Ele era usado como condimento, como conservante, como fertilizante e até mesmo como remédio. Falaremos apenas de duas delas: preservar e temperar.  

1. A função de preservar. Mt 5.13
Jesus usou a metáfora do sal para transmitir a influencia e responsabilidade do cristão neste mundo, uma vez que o sal preserva e dar sabor.

Vejamos.
"Vós sois o sal da terra; e, se o sal for insípido, com que se há-de salgar? para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens" 
 Vós sois sal. Observe que Cristo afirmou que o cristão É sal. Isso significa que todas as funções e qualidades encontradas no sal em condições de uso, devem ser encontradas em um verdadeiro cristão no sentido figurado, pois trata-se de uma metáfora.

Como funciona a ação preservadora do cristão no mundo? Os cristãos somos enviados por nosso Senhor (Jo 17.18) à humanidade caída para dar testemunho de Cristo e do seu Reino (Mt 24.14; Rm 10.18; Cl 1.6,23) e para servir suas necessidades. Fazendo esta obra sem se contaminar com o materialismo do mundo (Mt 6.19-24,32) e por sua falta de interesse por Deus e pela eternidade (Lc 12.13-21). Apesar de vivermos no meio de uma humanidade tão avançada tecnologicamente - ela é extremamente ignorante no quesito Deus, é desse principio que o cristão deve partir, pois, uma sociedade que não deseja Deus está morta espiritualmente, acarretando com isso infinidades de pecados, sendo necessário haver algo para deter tamanha maldade, a única arma capaz de preservar a família e a sociedade é o caráter de Cristo formado no cristão. Contudo, é necessário que este permita que Cristo seja visto em sua vida, se pensarmos na Pessoa do Senhor Jesus vivendo em nós como Paulo afirmou (Gl 2.20), estaremos preservando os valores morais - pensando, falando e agindo com sabedoria (Cl 4.6; Fp 4.8).

Outra perspectiva que abordaria é; Se o cristão deve ser sal para preservar os bons princípios no mundo, ele deve buscar lugares de influencia e governo na sociedade com o objetivo único de preservar os princípios doutrinários da Palavra de Deus e os valores da igreja de Cristo.
 
2. A função de temperar.
Outro atributo próprio do sal é "temperar" realçar o sabor dos alimentos de forma proporcional, equilibrada.
Esse atributo do sal é visto no cristão no sentido figurado, uma vez que uma das qualidades do fruto do Espírito é "temperança" Gl 5.22. Assim, essa qualidade do sal está muito ligada ao testemunho do cristão, isso envolve sua vida moral, profissional, conjugal, ética, familiar e ministerial. É nesse atributo do sal, que o cristão deve vigiar.

Comparação:
O sal deve ser usado com moderação - O cristão deve ser moderado em tudo que faz (Gl 5.22);
O sal não pode ser insípido - O cristão não pode perder as suas qualidades essenciais (Gl 5.22) ou ser apático, indiferente, omisso ou covarde em defender o Evangelho de Cristo (2 Tm 1.7);
O sal insipido... pisado pelos homens - O cristão que não tem bom testemunho, destrói a si mesmo e traz escândalo à igreja de Cristo (1 Co 10.32); 

O cristão deve colocar em prática diariamente seus dotes cristãos, suas qualidades, sua capacidade de aconselhar, ajudar o pecador e até mesmo o irmão em Cristo. Partindo do principio que somos templo e morada do Espírito Santo (1 Co 3.16) e que a A Palavra de Deus está perto de nós, em nossa boca e em nosso coração (Dt 30,14), temos a plena convicção que somos capazes de fazer a diferença onde estivermos, independente da classe social onde estamos inseridos, sabendo que se vivermos de forma equilibrada e reta diante de Deus, os homens glorificarão a Deus por nossas boas obras.
3. Preservando e temperando o mundo.
Vivemos em uma sociedade deteriorada pelo pecado, onde a verdade de Deus é trocada pela mentira (Rm 1.25), alem disso a inversão de valores caminha em ritmo acelerado em todas as camadas sociais e culturais. Em face desse contexto mundano é necessário que o cristão faça a diferença, é necessário sermos apologetas da verdade, defender a fé em Cristo; caso contrário seremos uma massa inútil, servindo apenas para ser pisado pelos homens.

Características de um cristão autêntico:
- Entregar a autoridade dos seus pensamentos ao Senhor Jesus Cristo;
- Analisa os seus planos à luz da Palavra de Deus (Fp 4.8);
- Viver/busca o fruto do Espírito (Gl 5.22; Ef 5.9);
- Está armado com as armaduras de Deus (Ef 6.16);
- Não agrada a dois senhores (Lc 16.13);
- Ser imparcial no trato com o próximo (Jó 34.19);
- Tudo o que desempenhar, o faz como se fosse para o Senhor (Ef 6.5);
- Pratica a justiça (Mq 6.8);
- Abstêm-se dos prazeres sensuais (1 Pe 2.11) e etc.

Fazendo assim o cristão com certeza terá sua conduta ilibada em qualquer lugar, lembramos que a santidade consiste em uma constante busca (Lc 9.23) para sermos mais parecidos com o nosso Mestre Jesus (Ef 4.13). Logicamente temos as nossas limitações - não devemos nos conformar com elas e muito menos nos martirizarmos, pois o sangue de Jesus nos purifica de todo pecado, e o nosso opositor já está julgado (Zc 3.1) - Deus tem vestes novas para você.   

Outro tema importante é que o cristão não deve ser pedra de tropeço pra ninguém, pois não raras vezes vemos pessoas afastadas do caminho do Senhor em decorrência de uma palavra mal falada por um obreiro, um líder de algum departamento na igreja e etc., cada caso deve ser tratado em particular. Sabemos que muitos querem apenas uma desculpa para abraçar o mundo, outros foram entristecidos de fato.
Se você sabe de alguém assim... socorra esta pessoa ela é muito especial.
II. O CRISTÃO COMO LUZ DO MUNDO
Cristo afirma que o cristão é a luz do mundo. Isso significa que as propriedades encontradas na luz sejam encontradas também na vida do cristão de forma (figuradamente).  

1. A luz.
Da mesma forma que o sal faz a diferença na alimentação, a luz também é fundamental em um ambiente.
Quando Cristo afirma que somos luz do mundo, transmite uma mensagem impactante às pessoas não convertidas e aos cristãos, pois, fala do novo nascimento (Ef 5.8), se Ele é a Luz que o mundo esperava e desejava (Jo 1.4), logo, para uma pessoa ser luz do mundo é indispensável que ela creia na luz e se torne filho da luz (Jo 12.36), a partir desse momento o novo convertido passa a ser luz do mundo manifestando os frutos da luz (bondade, justiça e verdade) Ef 5.9 e permanecendo na Luz (1 Jo 1.7). Essas características pertencem exclusivamente ao novo homem. Considerando que o mundo jaz no maligno (1 Jo 5.19), com essas características os cristãos iluminam o mundo em que vivem, levando muitos ao encontro dessa maravilhosa Luz. 

Símbolos da luz: 
- Clareza; 
- Transparência; 
- Conhecimento;
- Direção e revelação divina. 

"Lembre-se, as trevas não existem - o que existe é ausência de Luz - onde há luz não há trevas"

2. O "Pai das luzes". 
DEUS é o Pai das Luzes, seja ela natural (Gn 1.3), sobrenatural (Mt 17.2, At 9.3) ou espiritual (Sl 27.1; 2 Co 4.4...).
A Luz (Cristo) veio do Céu, do Pai das Luzes para iluminar a todo homem (Jo 1.9) e a todos o quanto O aceitarem deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus (Jo 1.12), a estes deu-lhes o poder de serem luz do mundo (Mt 5.14).

3. A manifestação da luz pelas boas obras.
A manifestação da luz na vida do cristão foi descrita em Ef 5.8-11, de forma objetiva.
" Porque, noutro tempo, éreis trevas, mas, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz, (Porque o fruto da luz consiste em toda bondade, e justiça e verdade); provando sempre o que é agradável ao Senhor. E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas, antes, condenai-as; Porque o que eles fazem em oculto, até dizê-lo é torpe. Mas todas estas coisas se manifestam, sendo condenadas, pela luz, porque a luz tudo manifesta". 

A argumentação teológica utilizada por Paulo, é muito profunda, ele nos esclarece o que significa ser luz do mundo, entendemos que: Nascemos de novo para andar em novidade de vida. Logo, nos é requerido que todo nosso modo de viver seja analisado pela luz, pois se houver trevas será revelado pela luz. Aleluia.


 III. O TESTEMUNHO DO CRENTE
Veremos agora o testemunho do crente em três perspectivas. 

1. No campo missionário. 
Campo missionário? eu não tenho chamada.... nunca recebi profecia sobre o assunto... Nunca pensei nisso....Esses poderiam ser os primeiros questionamentos se falássemos que iriamos a um campo missionário. Mas como bem colocou o comentarista, o campo missionário pode ser em qualquer lugar, somos todos missionários, todos temos a incumbência de difundir o Reino de Deus, a toda criatura. Mas, esta tarefa exige de nós oração, jejum e uma vida de intimidade com Deus, através desses recursos o cristão adquire mais agressividade espiritual, torna-se mais intrépido e ousado no mundo sobrenatural, assim a obra terá eficácia.

Devemos iniciar esse trabalho a partir do nosso lar, sabendo que teremos resultados positivos, pois fiel é o que fez a promessa.

Não podemos esquecer que:
Fomos chamados a influenciar o mundo; Não o oposto; (discussão em sala - isso está acontecendo?); 
Fomos chamados a transformar o mundo; Não o oposto; (discussão em sala - isso está acontecendo?); 
Fomos chamados para dar continuidade ao Evangelho do Reino de Deus;
Este Evangelho é poder de Deus. (será que todos creem?).
2. Em sua comunidade.
Comentário dos parágrafos:
- Ser sal e luz na sociedade, implica em disposição, ousadia, ânimo para evangelizar sempre que for possível, sem perca de tempo (2 Tm 4.2);
- Devemos solicitar de Deus mais amor pelas almas, pois são muitos os que perecem em nossa sociedade em virtude de vícios, entre eles muitos que já foram do nosso meio, mas enquanto há vida há esperança, faça uma visita, entregue um folheto, dê um sorriso amigo, de um alimento, diga uma frase bíblica, não esqueça que [...] Tg 5.20.
- Só o Senhor Jesus pode resgatar o homem do seu estado espiritual, moral e social deplorável, mas para que isso aconteça, uma das coisas é evangelizar (Rm 10.14).
- Não podemos cruzar os braços diante dessa situação, nós como igreja de Cristo devemos atentar para os ensinamentos e ordens do nosso Mestre (Mc 16.15), é oportuno lembrarmos dos pioneiros Daniel Berg e Gunnar Vingren, homens que evangelizavam com ousadia e determinação.  Lembre-se que [...] Tg 4.17.
3. Na igreja local.
- A manifestação da luz de Cristo em nossas vidas tem a finalidade de Glorificar o Pai Celestial (Mt 5.16);
- Isso nos alegra e ao mesmo tempo nos assusta, pois nos leva a refletir profundamente... estou refletindo a luz de Cristo ou escandalizando o nome de Deus? infelizmente são muitos que tem apenas o nome de cristão, porem, não tem as obras, não trazem consigo as marcas de Cristo (Gl 6.17). Não podemos fechar os olhos pra essa verdade.
- As nossas práticas devem corresponder com a mensagem que pregamos, caso contrário seremos desacreditados moralmente e a igreja local que representamos será difamada.
Contudo, se fazemos conforme nos ensina a Palavra colheremos o resultados em curto prazo.


"Desde agora, ninguém me inquiete; porque trago no meu corpo as marcas do Senhor Jesus." Gl 6.17.

CONCLUSÃO
O sal preserva, dá sabor e equilíbrio aos alimentos, metaforicamente somos o sal, que preserva o bom caráter e a família, dá sabor no meio em que vivemos e equilibramos o ambiente através do nosso caráter e bom testemunho. Ainda somos a luz que ilumina o caminho dos perdido à Cristo, iluminamos as mentes através do conhecimento da Palavra. Não podemos perder tempo, para nós "o tempo não é dinheiro"... pode ser salvação de almas.   

Verifique seus conhecimentos aqui


Fontes
Bíblia de Estudo - SHEDD;
Bíblia de Estudo - Genebra;
Minidicionário - Soares Amora, Ed. Saraiva, 19ª Edição.
Pequena Enciclopédia Bíblica - Orlando Boyer, CPAD.
Revista de Lições Bíblicas - A Missão Integral da Igreja. 3º Trimestre, CPAD

6 comentários:

  1. O gosto pelo estudo da Palavra é o motor.
    Salvar almas é a meta.
    Muito com o blog.
    Deus abençoe esse trabalho.

    ResponderExcluir
  2. É isso aí meu nobre irmão não podemos perder o foco que nos ensina o nosso Mestre amado. Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  3. Trabalhemos e oremos, na seara e na vinha do Senhor... Deixe o Senhor te usar cada vez mais. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. É isso mesmo meu nobre irmão, não podemos esmorecer, pois é a Palavra e este obra maravilhosa que nos alimenta e nos sustenta na presença de Deus.

    Deus te abençoe ricamente.

    ResponderExcluir
  5. Obrigado pela sua cooperação com o meditando, colocando o link para a verificação do aprendizado. Deus lhe recompense poderosamente!!!

    ResponderExcluir
  6. Meu nobre amigo, isso não é nada..., vamos manter a cooperação. Deus te abençoe.

    ResponderExcluir

- Deixe o seu comentário;
- Assim que puder responderei;
- Faça desse espaço um lugar de crescimento espiritual;
- Grato por sua visita;
- Deus te abençoe.