Páginas

domingo, 7 de agosto de 2011

A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃO

A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃO - LIÇÃO 7

TEXTO ÁUREO
"Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros" Jo 13.14.

Jesus explica o simbolismo do seu ato. Os discípulos o chamam de Mestre e Senhor. Contudo, praticou uma das tarefas mais servis do século I, era um trabalho exclusivo dos escravos gentil, das mulheres e das crianças - era uma tarefa desprezível. O ato de Cristo no contexto do judaísmo do século I era verdadeiramente chocante - um exemplo completamente surpreendente de humildade que deve ter causado uma impressão profunda e duradoura em seus seguidores. Foi uma maneira poderosa do Senhor Jesus mostrar um "exemplo" (13-15) da atitude que os discípulos deveriam desenvolver para liderar eficazmente o povo de Deus. 

VERDADE PRÁTICA
A vida cristã só faz sentido neste mundo quando servimos a Deus e ao próximo em perfeito amor.

LEITURA DIÁRIA
"Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também" Jo 13.15.

Durante a reforma, alguns assumiram literalmente este versículo,   e acrescentaram o "lava-pés" aos sacramentos que observavam. Contudo, esta ação de Jesus, é simbólica, pois comunica a responsabilidade que devemos ter uns com os outros, além de ser um ato de humildade absoluta (Lc 22.27) é um ato de amor ao próximo. Esta atitude nos ensina que devemos tirar de nosso coração toda altives e orgulho - todos os dias, pois sempre tem alguém precisando de nós ou sempre precisamos de alguém, assim, o amor e o serviço ao próximo é um mandamento que deve ser praticado por todos os discípulos de Cristo.     

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
João 13.12-17; Atos 2.42-47. 
At 2.42-47
Uma Igreja exemplar. 1) Formada com crentes batizados, unidos com padrões definidos de doutrina, comunhão, amor e serviço. 2) Rege-se segundo a autoridade dos apóstolos; seu ensino deriva-se de Cristo, sendo preservado em todo N.T. 3) O centro da comunhão se manifesta no Ágape (festa ou refeição de amor incluindo a Santa Ceia, 42,46), comunidade de bens (44,45) e socorro dos necessitados. 4) Louvor e alegria no Senhor (47). 5) Freqüência no culto (46). 6) Crescimento e excelente reputação (41,47).    

Objetivos: 
Identificar as características do servo de Cristo. 
Compreender que o serviço cristão engloba a relação com Deus e o próximo. 
Explicar qual é a Missão da Igreja no mundo


APRESENTAÇÃO
Considerando que esta lição está com excelente qualidade de conteúdo, não há necessidade de se agregar subsídios exaustivos, pois, se explorarmos bem a matéria é suficiente para ter ótimos resultados em sala de aula. Sempre procurando responder ao tema principal de cada ponto e sub ponto. 

INTRODUÇÃO
É com amor altruísta (amor ao próximo sem egoísmo) e desinteressado (sem querer nada em troca). Isso equivale ao amor verdadeiro, não fingido (Rm 12.9), é com esse amor que devemos servir a Cristo e ao próximo.
No Reino de Deus o serviço só tem valor (espiritual, de adoração a Deus) quando feito com o amor de Cristo (ágape), este amor deve está presente na vida de todo aquele que professa ser uma nova criatura em Cristo. 
Libertos da servidão do pecado. Quem é nascido de novo tem vários motivos para servir a Deus e ao próximo com amor verdadeiro, pois saiu das trevas para a luz (Ef 5.8). 
Tratemos o próximo com amor verdadeiro, independente como seremos tratados, quem ama cumpre a Lei de Cristo (Gl 5.14).       

I. AS CARACTERÍSTICAS DO SERVO DE CRISTO
Característica. s.f. Que caracteriza, qualidade, o que distingue, traço.   


Logo. Estudaremos nesse primeiro momento, sobre as qualidades que identificam um servo de Cristo. 


Neste primeiro ponto da lição, encontramos o primeiro objetivo proposto que é IDENTIFICAR as características do servo de Cristo. Passaremos a meditar sobre três elementos intimamente ligados aos servos de Crsito. 

1. Amor. - "Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor" 1Jo 4.8.
A primeira qualidade apresentada é o amor, como uma força motriz, pois sem o amor gerado pelo Espírito Santo (ágape) jamais temos a capacidade de desempenhar algum trabalho na obra de Deus e ao próximo (2 Tm 2.10). Portanto todo trabalho desempenhado no Reino de Deus deve ser iniciado com amor e por amor. 
- Qualidades de quem ama a Cristo. 1) Tem disposição em servir a Deus e ao próximo; 2) é diligente (zeloso, ativo); 3) é abnegado (renuncia seus interesses).  
- A filosofia de vida de quem é movido pelo o amor (ágape), é apoiar e ajudar ao próximo sem esperar nada em troca, é a prática do amor não fingido (Rm 12.9). 
- O servo de Deus movido pela "força motriz" chamada (amor), não vê obstáculos, não escolhe onde quer trabalhar, não é resistente aos projetos ousados da igreja local, é motivado, tem ânimo contagiante, tem viva esperança, está sempre pronto para desempenhar a missão como combatente fiel (2 Co 12.10), pois sabe que o amor aquecido em seu coração transporá qualquer obstáculo (1 Jo 4.18). 

2. Compromisso.
Compromisso. Obrigação ou promessa; dívida que deve ser paga em determinado dia (indefinido). Logo,  ter compromisso com o serviço de Cristo, é ter a consciência de que sempre devemos está dispostos em fazer a sua obra, ainda que isso nos leve a passar por perigos, perseguições, angustias  ou até mesmo a morte (Rm 8.35; 2 Co 12.10), compromisso tem a conotação de uma dívida eterna.  
É o segundo elemento característico do serviço de Cristo. 
- Ter compromisso com o serviço de Cristo, é um ato de reconhecer sua morte vicária na cruz do Calvário, sabendo que jamais poderíamos quitar a dívida que havia contra nós (Cl 2.14).  
- Portanto, ser compromissado com o serviço de Cristo é um privilégio, é o nosso culto racional (Rm 12.1). 
- A diferença entre o compromissado e o não compromissado (Ml 3.18): 
QUEM TEM COMPROMISSO 
- Busca a excelência - Lc 9.62;
- Dar o seu melhor - Ef 6.5-9;
- É zeloso e cuidadoso - Gr 48.10;
- Está preocupado com o resultado - Jo 15.16; 
- É comprometido com o seu Senhor - Fp 3.13.
- Vê a vitória, em meio as adversidades - Nm 13.30.  


QUEM NÃO TEM COMPROMISSO
- Faz os trabalhos de qualquer maneira; 
- Doa sempre o que não se aproveita; 
- Dar sempre o resto do seu tempo para a obra de Deus; 
- Está sempre esperando que alguém tome a iniciativa; 
- Não busca resultados; 
- É pessimista - Nm 13.31-33. 
-Só vê obstáculos Nm 13. 27-29 - não vê a fertilidade da terra - Nm 13.30.  


3. Humildade. 
- É o terceiro elemento característico do serviço de Cristo. 
- Motivos pelos quais o servo de Deus não deve vangloriar-se do que realiza na obra de Deus: 
- Toda capacidade vem de Deus - 2 Co 3.5; 
- Não podemos fazer nada sem Ele - Jo 15.5;
- Todo sucesso procede dEle - Fp 2.13; 
Devemos reconhecer que "Porque dEle, e por Ele, e para Ele, são todas as coisas; glória, pois, a Ele, eternamente. Ámem" Rm 11.36. Quando isso se torna real na vida do cristão fechas as portas para o orgulho, a vaidade, o egoísmo, a hipocrisia, o materialismo e a ganancia por status (Pv 4.23; Mt 15.19). Não podemos nos esquecer de João 3.30 "... que Ele cresça e eu diminua..."    

- Manter o caráter integro deve ser o alvo do cristão, o cristão deve moldar o seu caráter em Cristo Jesus (Ef 4.13). 


II. O SERVIÇO CRISTÃO
Neste ponto encontramos o segundo objetivo proposto que é COMPREENDER que o serviço cristão engloba a relação com Deus e o próximo. Veremos que o serviço cristão é diferenciado dos demais em virtude de está intimamente ligado ao homem e para o homem, pois todo serviço na obra de Deus visa a alma no contexto de suas necessidades culminando no estágio final que é a salvação. 


Veremos que o serviço cristão foi ordenado por Deus, tendo em si mesmo uma intima relação com Deus e com o próximo.  


1. Ordenado pelo Senhor. 
- A primeira coisa a ser feito neste ponto é destacar algumas passagens onde o Senhor nos ordena a fazer sua obra, sendo Ele mesmo o exemplo maior (Mt 20.28). 
- Jesus é o exemplo maior na obra do Pai - Jo 5.17, Mt 20.28; 
- O Senhor nos chamou para darmos frutos - Jo 15.16;
- O Senhor nos ordena a fazer sua obra - Mc 16.15; 
- O Senhor nos ensina que devemos crescer na sua obra - Mt 25.14-30; 
- Nesse trabalho, nos orienta Paulo, a sermos, firmes, constantes e abundantes... (1 Co 15.58). 
O que não podemos esquecer é que apesar de o serviço cristão ser fácil de realizar, em virtude de sua gama se funções, ainda há poucos ceifeiros (Mc 9.37). 
- Sabemos que o nosso trabalho não é vão - 1 Co 15.58. 
- Seremos honrados pelo Pai - Jo 12.26, (honrados por Deus e não por homens, mas como somos honrados? quando vemos vidas transformadas, pessoas sendo curadas, quando vimos que as madrugadas em claro deu resultado, quando vemos a provisão e o milagre de Deus), não desanime Deus vai te surpreender, pois Ele não nos deixa confundidos Rm 10.11. 

2. Em relação a Deus. 
- Este é o grande diferencial do serviço cristão, pois todo serviço prestado na obra de Deus, quando feito de coração visando o Reino de Deus, é sem dúvida alguma uma adoração a Deus. 
- Para os cristãos a palavra culto vai além de um momento ritual, cerimonial, abrange o ato de servir com amor a e para Deus. 
- Em relação a Deus, o serviço cristão é adoração e culto racional. 

3. Em relação ao próximo. 
- O serviço cristão em relação ao próximo nos foi ensinado primeiramente pelo nosso Mestre (Mt 14.19; 15.34); 
- Em seguindo os ensinamentos de Cristo (Mc 12.31) a Igreja Primitiva vai desenvolver este trabalho de uma forma sistemática, tendo um cuidado especial pelos necessitados - At 2.42-47, instituindo uma "agencia" de arrecadação de recursos - At 4.35; e  Instituindo pessoas para administrarem os recursos a serem distribuídos aos necessitados - At 2.42-47; 4.32-35. 
- Face o exposto acima, vemos a nossa responsabilidade como representantes de Jesus Cristo, pois devemos pregar a Palavra para alimentar a alma, mas algo que atenda às necessidades básicas do ser humano (Mt 25.35). 
- Lembre-se "Aquele, pois, que sabe fazer o bem, e o não faz, comete pecado". Tg 4.17

III. A MISSÃO DA IGREJA NESTE MUNDO
Agora chegamos ao ultimo ponto e ao terceiro objetivo proposto que é EXPLICAR qual é a Missão da Igreja no mundo. 

1. Proclamar a Palavra de Deus. 
Este é a primeira missão da Igreja, proclamar o Evangelho de Cristo, anunciar o Reino de Deus aos homens (Lc 10.1-12). O Evangelho trás consigo, a cura, libertação, vida, esperança, sonhos, esperança, paz, luz [....] e Salvação. 
- A Igreja atual é beneficiada com a gama de meios de comunicação os quais devem ser usados na integra. 
- Lembre-se, não podemos perder tempo, lembre-se cada momento que passamos, ociosos navegando na internet - poderia está sendo usado para edificação ou para evangelismo.  

2. Viver em comunhão.
A segunda missão da Igreja de Cristo é vivem em comunhão entre os irmãos, este é um assunto aparentemente simples, contudo, é muito vasto. Sabemos que Cristo vai arrebatar sua Igreja (povo santo), mas, é sabido que nos ultimos tempos a igreja (instituição) tem vivido como partidos políticos, pois cada qual tem o seu líder, são pastores mudando e se desligando de convenções a todo momento, são convenções querendo monopolizar os recursos de seus campos. Meus nobres irmão isso é qualquer coisa, menos a comunhão nos legada pela Igreja Primitiva. 
- Mas não podemos olhar para as igreja (instituições), pois devemos fazer parte da igreja que nos interessa, é que Cristo vem buscar (povo santo). 
- Face a este contexto de materialidade e status social, o amor a obra de Deus e ao próximo vai se esfriando a cada dia. 
- O amor e a comunhão são os marcos do Evangelho, que demarcam nossa relação com o Senhor Jesus Cristo. 

3. Servir a Deus e ao próximo. 
A terceira missão da Igreja é servir ao próximo, pois é impossível amar ao próximo e não servi-lo (Mt 22.39).
- Como salvos em Cristo, devemos viver como salvos, obedecendo a Palavra de Deus, ela nos ensina que temos compromisso não apenas de pregar o Evangelho - mas também de servir ao próximo - (Mc 10.43; 2 Co 8.13,14; Hb 6.10).
- A diakonia, para com o necessitado é uma expressão de e espiritualidade, pois manifesta o amor de Deus (ágape). - 1 Jo. 3.16.
- Não podemos esquecer que a fé sem as obras é morta, se pregamos que Cristo é o nosso Senhor, devemos ouvir e obedecer a sua voz, pois somos ovelhas suas, e Ele nos ensina que o segundo maior mandamento é " ... Amaras  o teu próximo como a ti mesmo" Mt 22.39. 
- Se amamos o próximo estaremos em conformidade com a Palavra de Deus; Caso contrário, não passamos de sepulcros caiados com bela aparência exterior, por dentro, podres e sem vida - Mt 23.27. 
- Mas que pratica o amor ao próximo Deus o recompensará - Mt 6.4. 

CONCLUSÃO
Aprendemos que a pregação da Palavra de Deus, a comunhão e a prática do serviço formam o tripé da Missão Integral da Igreja. 
Assim devemos pregar o Evangelho e amenizar o sofrimento dos menos favorecidos, quando o cristão se coloca à disposição da obra de Cristo, Deus o recompensará em tudo.   


Deus te abençoe e tenha uma boa aula. 


Bibliografia
Bíblia de Estudo - SHEDD

Verifique seu aprendizado aqui

4 comentários:

  1. Alan, fiquei feliz com sua visita em meu blog.
    Este espaço aqui é muito abençoado!!!
    Bjuss na família!

    ResponderExcluir
  2. "pois sempre tem alguém precisando de nós ou sempre precisamos de alguém" Esta é uma suplema verdade meu amado, pois o criador nos fez dependentes uns dos outros. Sem dizer que,só podemos agrada-lo quando demonstramos sincero amor pelos nossos irmãos: "Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor." (1jo 4,8)

    ResponderExcluir
  3. Deus continue abençoando o irmão pelo maravilhoso subsideo!!!

    ResponderExcluir
  4. Irmã Ana, obrigado pela sua visita e participação no blog, que Deus te abençoe ricamente em todas as áreas de sua vida. Medite em Jo 15.16.

    ResponderExcluir

- Deixe o seu comentário;
- Assim que puder responderei;
- Faça desse espaço um lugar de crescimento espiritual;
- Grato por sua visita;
- Deus te abençoe.