Páginas

quinta-feira, 21 de abril de 2011

ESPÍRITO SANTO - AGENTE CAPACITADOR DA OBRA DE DEUS

ESPÍRITO SANTO – AGENTE CAPACITADOR DA OBRA DE DEUS
Lição - 4
APRESENTAÇÃO

Nesta lição teremos uma imperdível oportunidade de nos encontrarmos com o nosso ego, e analisar em cada detalhe onde está atuando o Espírito Santo e em que lugar Ele não está atuando, é um momento de crescimento espiritual e renovação dos pactos até então esquecidos, teremos um momento especial de buscarmos renovação espiritual para que possamos vencer as muralhas imposta pelo sistema que jaz no maligno. Pensando em renovação espiritual – vale uma reflexão sobre 1 Rs 19. Da mesma forma que Deus alimentou Elias quando suas forças se esvaíram e ele pode então caminhar por mais quarenta dias; Deus vai nos alimentar e nos fortalecer com esta aula, então caminharemos por mais um longo período na presença de Deus. O alimento é espiritual.

Leitura Diária:
No meu ponto de vista o versículo com mais argumentação sobre a atuação do Espírito Santo e conseqüentemente está mais ligado à aula é At. 2.37-41Os resultados do Pentecostes, uma vez que narra sobre os resultados do “revestimento de poder”.

Leitura Bíblica em Classe:
Lc 24.46-49; At 1.4-8

49. E eis que sobre vós envio a promessa do meu Pai: Ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder.
O poder para cumprir a missão de pregar a todas as nações (v.47) é uma referência à promessa do Espírito Santo, que é a própria pessoa de Cristo, habitando e agindo na vida do cristão fiel, e que se cumpriria a partir do relato de At 2.4 (Jl 2.28,29 conforme Mt 28.18-20 e At 1.8).

5. Porque, na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias.
Enquanto o batismo de João (“com” ou “em” águas) era o símbolo do arrependimento e preparação dos corações das pessoas (especialmente dos judeus) para receberem Jesus e Seu Reino; o batismo com o Espírito Santo que aconteceu dez dias mais tarde, no Dia de Pentecostes (2.1-4), reveste de poder os cristãos de todas as raças e nações.

Interação:
- Enfatizar que o Espírito Santo nos capacita a realizar a obra de Deus;
- Não temos condições de cumprir o Ide sem o Espírito Santo;
- Os discípulos antes do batismo eram tímidos e medrosos; após o batismo se tornaram intrépidos e corajosos;
- Anunciaram a Palavra de Deus eficazmente;
- Aplicação dessas verdades na realidade dos alunos.

Objetivos
Conhecer a atuação do Espírito Santo na humanidade.
Compreender que não podemos sem a presença do Espírito Santo.
Conscientizar-se de que o Espírito Santo capacita o crente no serviço do Reino.

 
INTRODUÇÃO
O dia de Pentecostes inaugurou um nova fase do relacionamento do Espírito Santo com a humanidade (At 2), relacionamento este profetizado pelo profeta Joel (Jl 2.28-32), que descreve um derramamento de poder sobrenatural vinda da parte de Deus sobre toda carne, este poder capacita os cristãos a propagarem com eficiência o Reino de Deus. Esta capacitação teve inicio no dia de Pentecostes e continua até os nossos dias.
Além de O Espírito Santo atuar na vida do cristão revestindo-lhe de poder, Ele atua na regeneração (novo nascimento), na santificação (crescimento espiritual) e nos serviços do Reino de Deus, é sobre essas atuações do Espírito Santo, que iremos estudar nesta aula.
I.    O RELACIONAMENTO DO ESPÍRITO SANTO COM A HUMANIDADE

O Espírito Santo tem seu primeiro papel em resgatar o homem dos delitos e pecados (Jo 16.8; Ef 2.1), trazendo-o para o Corpo de Cristo e transformá-lo em uma nova criatura. Estudaremos, portanto, quatro áreas de atuação do Espírito Santo na vida do homem para que de fato este consiga viver em novidade de vida, quais sejam: a) mente; b) sentimento; c) vontade e d) adoção.    

1.    O Espírito Santo operando em nossas faculdades mentais.
O Espírito Santo trabalha na mente do homem para 1) Convencê-lo do pecado e para realizar o 2) Arrependimento.
A primeira atuação do Espírito Santo para com a humanidade é convencê-la do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16.8-11). Uma vez que o homem não consegue por si só compreender o seu estado de “morte” espiritual (Ef 2.1,5) e entregar-se a Cristo, o Espírito Santo revela na mente do homem o seu estado de "morte" espiritual, através da Palavra (Rm 10.17), uma vez compreendido o seu estado de morte espiritual, o homem pode crer ou não crer no que o Espírito lhe comunica, é sabido que a salvação é para os que crêem (Jo 3.16).

Caso o homem responda positivamente à voz do Espírito Santo, ocorre a segunda atuação do Espírito na mente do homem, que é o que o Senhor Jesus e Paulo chamaram de metánoia, greg. Arrependimento, conversão, lit. “mudança de mente”, só após esta mudança de consciência, o homem pode falar que é uma nova pessoa em Cristo Jesus.

Sabemos que o Espírito Santo trabalha em nossas mentes o tempo todo, mas estamos falando do primeiro encontro, ou seja, do resgate das trevas para a luz, uma vez inseridos na luz somos conduzidos e aprendemos a todo momento com o Espírito Santo. Aleluia!.

Temos visto muitos falarem que são cristãos; contudo, nem todos passaram pela matánoia de fato, se você precisa desse milagre, o Espírito Santo pode fazer  através dessa aula.
“E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” Rm 12.2. 

2.    O Espírito Santo operando nos sentimentos e vontades.Falando de sentimentos e vontades no que se refere à salvação devemos ter muito cuidado e conteúdo para explicar alguma questão difícil caso surja durante a aula, pois neste ponto pode surgir algum questionamento, por exemplo: O toque do Espírito Santo é resistível ou irresistível? Você já parou para pensar nisso, será que alguém pode resistir o toque do Espírito Santo a ponto de não aceitar a Cristo?
- Considerando que o pecador já compreendeu e foi convencido (Jo 16.8) do seu estado de morte espiritual e responde positivamente ao que o Espírito Santo lhe comunica (Hb 4.7) ele (pecador) agora é tocado sentimentalmente pelo O Espírito e começa a sentir algo diferente, uma emoção que não consegue conter vindo a prantear de alegria no ato da conversão. Veja que sai da esfera intelectual para a emocional, ou seja, o homem verdadeiramente arrependido é todo envolvido com a presença gloriosa do Espírito Santo como prova cabal que era de fato o Espírito de Deus quem falava com ele.

- Concomitantemente à conversão, o Espírito Santo liberta o homem das vontades carnais e pecaminosas passando este a ter vontades que agradam e glorificam a Deus - o homem passa a ter uma vontade ardente pela obra de Deus e uma nova visão de mundo a estes efeitos costumamos chamar de “primeiro amor”.
A partir desses acontecimentos o homem passa a viver na condição de filho de Deus  por adoção.

Que durante esta aula o Espírito Santo esteja reascendendo a chama do “primeiro amor” em sua vida. Em nome de Jesus.

Com relação à pergunta acima, discuta em sala de aula.
3.    O Espírito Santo e a adoção.
Adotar.
Por como filho.
A ultima área de atuação do Espírito Santo na vida do homem antes de imergi-lo no corpo de Cristo, é posicional, ou seja, o homem passa da condição de criatura a filho de Deus, conforme descrito em (Jo 1.12; 1Jo 3.1-2), uma vez recebido a Cristo o homem passa a viver e agir como um filho. Isso implica em privilégios, responsabilidades e correções.
Privilégios: a) Somos herdeiros de Deus; b) Coerdeiros de Cristo; c) temos uma viva esperança; d) temos certeza de que receberemos respostas às nossas necessidades e) temos comunhão com o Pai f) desfrutamos dos bens do Pai.

Responsabilidades: a) obedecer a Palavra de Deus; b) lutar em prol dos interesses do Pai; c) ser compromissado com o Reino de Deus; d) viver e agir como filhos da luz e etc.

Correção: a) devemos aceitar a correção; b) certeza que seremos açoitados pelo Pai quando necessário e etc.

Porque o Senhor corrige o que ama, e açoita a qualquer que recebe por filho. Hb 12.6

Reflexão: Lc 15.31. “ ...e todas as minhas coisas são tuas”. É isso, quem é filho de Deus de fato vive as bênçãos de Deus em Cristo Jesus (Ef 1.3).

II.    O ESPÍRITO SANTO NA VIDA DO CRENTE
1.    A presença constante do Espírito Santo.
O homem que outrora era um pecador ainda não justificado passa agora a crescer espiritualmente através da presença do Espírito Santo em sua vida, lapidando-o em todas as áreas da vida, é uma transformação gradual que inicia de dentro para fora, aos poucos o novo cristão passa ser “luz do mundo e sal da terra”, ou seja, passa a ser uma pessoa diferente e que faz a diferença onde convive, ele agora é uma nova criatura em Cristo, por que habita nele o Pai e o Filho na pessoa do Espírito Santo (Jo 14.23).

Com a presença inexplicável e sobrenatural do Espírito Santo dentro do crente, ele passa a experimentar e viver o fruto do Espírito (Gl 5.22) que é produzido pelo o Espírito Santo, capacitando-o a viver temente a Deus e à Sua Palavra.  

2.    O desenvolvimento da relação como o Divino Espírito Santo.
3.    Ser “cheio do Espírito Santo”
III.    O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO CAPACITA-NOS A FAZER A OBRA DE DEUS.
1.    Intrepidez para testemunhar.
2.    Formação de discípulos.
3.    Chamados para servir.
Conclusão

3 comentários:

  1. Que bom irmão que você voltou a postar os subsidios, estava fazendo falta. Que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  2. Que Deus continue a te usar irmão, obrigado pelos comentários são interessantes.

    ResponderExcluir
  3. Meus irmãos estive um pouco ausente em virtude do meu trabalho, não consegui terminar o comentário a tempo. Mas que Deus vos abençoe e esteja manifestando Sua presença durante a ministração das aulas, agradeço os comentários e insentivos que recebi via email por alguns leitores.Minha oração é que o nosso Deus esteja derramando bençãos sem medidas sobre todos vocês em nome de Jesus.

    ResponderExcluir

- Deixe o seu comentário;
- Assim que puder responderei;
- Faça desse espaço um lugar de crescimento espiritual;
- Grato por sua visita;
- Deus te abençoe.