Páginas

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

PLANO DE AULA - LIÇÃO 1 - 2011

LIÇÃO 1 - ATOS – A AÇÃO DO ESPÍRITO SANTO ATRAVÉS DA IGREJA

PLANO DE AULA SUGERIDO

2011 - Centenário da Assembléia de Deus no Brasil Motivo de se estudar o Livro de Atos nesse trimestre.

Objetivos
Conhecer
o conteúdo e o propósito do Livro de Atos
Explicar os eventos pré-pentecostais à descida do Espírito Santo
Saber como se deu o desenvolvimento da expansão da igreja neo-testamentária.



INTRODUÇÃO
Ler e fazer um comentário rápido - o professor pode ler e fazer um comentário rápido sobre o assunto da lição - é bom fazer a leitura da introdução para valorizar a revista.

Palavra chave – AÇÃO – ato ou efeito de atuar; agir; realizar; operar.
Versículo chave – 1.8 – ler.

O livro de Atos pode ser encarado como uma narrativa histórica do “Poder Cristão” onde a fonte é o Batismo com o Espírito Santo e o efeito é a intrepidez de testificar sobre Cristo ao mundo.
Ler 4.33.

I. AUTORIA, DATA E TEMA
Conteúdo geral do livro – faz-se nesse momento a apresentação do esboço do livro, o qual é encontrado nas bíblias de estudo.

Ler e comentar - o professor ler ou sugere um aluno para fazer a leitura do comentário inicial inserido na revista.

1. Autoria.
Nesse momento não é necessário muito tempo, pois já foi apresentado no esboço do livro, basta apenas acrescentar as caracteristicas do autor.

Características do autor:
Estilo literário: Culto
Sua função: Médico
Converteu-se após a ascensão de Cristo
Participou com Paulo na obra Missionária - dizem alguns estudiosos que Lucas cuidava da saúde de Paulo na obra missionária.

2. Data da composição.
63 d.C

3. Tema.
Para dispertar a curiosidade do aluno pode ser acrescentado alguns argumentos, como por exemplo:

Podemos sugerir vários temas no Livro de Atos: Atos do Espírito Santo; Origem da Igreja; História da Igreja Primitiva, etc...

Destacando contudo o Tema sugerido pelo nosso comentarista.
"A expansão triunfal do Evangelho de Cristo através da igreja no poder do Espírito Santo".

II. O CONTEÚDO DE ATOS DOS APÓSTOLOS
Antes de discorrer sobre o a divisão do livro, pode ser feito um comentário inicial, sobre uma divisão mais simplificada e em seguida apresentar a divisão dos sub-pontos e discorrer sobre cada um separadamente.

1. Eventos pré-pentecostais. At.1
Dois eventos, quais sejam:

a) A ascensão de Cristo
Corpo visível e glorioso. É importante destacar que Cristo foi assunto ao Céu corporalmente - visível (o mesmo de sua ressurreição) isto apontando para a exaltação do nosso corpo, quando do arrebatamento os salvos receberemos corpos glorificados.

Após ser encoberto pela nuvem corresponde à glória (shekinah) o seu corpo foi glorificado, pois como Paulo escreveu em 1 Co 15.50, falando sobre o corpo transformado, afirma " ... a carne e o sangue não pode herdar o reino de Deus..." Mas, sim um corpo espiritual, próprio para o ambiente celestial.

Foi testemunhado – At. 1.15; 1Co 15.6

b) A eleição de Matias – 1.15-20
Este sub-ponto parece simples, mas pode ser acrescentado algumas informações:

Orientada pelo Espírito Santo.
Cumprimento das profecias – 1.20;
Cumprimento de uma promessa feita por Jesus aos Apóstolos - Mt.19.28; Ap 21.14
O ministério permanecer completo com 12 apóstolos – Mt.19.28, seria um para cada tribo de Israel.

2. Evento Pentecostal. At.2
Será discutido na lição 3 com mais detalhe. O professor deve ficar atento para não adiantar o assunto da próxima aula.

Para esclarecer o dia do pentecostes é necessário fazer uma correlação nas festas judaicas, especialmente em Levítico cap. 23.15. e explicar de uma forma panorâmica sobre esse dia e destacar o motivo de haver muitas pessoas e de várias nações.

50 dias depois da festa das primícias – dia de grande movimentação dos judeus, pois era o dia que deveriam retornar com outras ofertas. Lv 23.15.

Isso significa cumprimento da promessa feita pelo profeta Joel 2.28, e posteriormente o cumprimento da promessa do advento do Consolador Jo16.7 feita pelo o Senhor Jesus.

3. Eventos Missionários. At.3-28
A narrativa de alguns eventos missionários feitos por Lucas reforça a tese de que o mesmo cuidava da saúde do Apóstolo Paulo na obra missionária.

a) A expansão em Jerusalém
Acontece após a descida do Espírito Santo – 4.33 - revestidos de poder para pregar a Palavra.
1ª pregação de Pedro – quase três mil almas – 2.41; a primeira obra do Espírito Santo em Seu oficio - Jo 16.8-11.
2ª pregação – subiu para quase cinco mil – 4.4;
Alguns sacerdotes se convertiam – 6.7, imaginem o que significaria um pastor Assembleiano do "retété" se converter a uma seita que adore imagens de escutura - misericórdia - seria um impácto para os seus liderados, assim foi também um impácto significativo para muitos judeus seguidores da Lei Mosáica - quando viram os sacerdotes se convertendo a Cristo.

b) A expansão da Igreja na Judéia e Samaria
Após a morte de Estevão inicia-se a 1ª perseguição à Igreja.
O Evangelho sai de Jerusalém e pregado na Judéia e Samaria. 8.1.

c) A expansão da Igreja entre os gentios
Acontece com a conversão de Saulo de Tarso – cap. 9 (Paulo).
Na direção do Espírito Santo – 21.11, 28 – ler
Em três viagens missionárias

III. O PROPÓSITO DE ATOS DOS APÓSTOLOS
Faz-se um rápito comentário para os alunos se interarem do que iremos tratar e em seguida a exposição do assunto.

O propósito geral do livro é narrar a história eclesiática primitiva, movimentada na direção do Espírito Santo, e ao mesmo tempo narra nas entrelinha o poder transformador do evangelho de Cristo, levando-nos a entender que é impossível receber a Cristo e permanecer na prática do pecado.

1. Narrar a expansão da Igreja.
Caro professor é importante ter em mente o propósito geral do livro e observar que as narrativas de Lucas corroboram entre si, sobre o tal propósito, isso deve ser passado aos nossos alunos, para facilitar a absorção da aula.

Por isso destacarei a narrativa de Lucas sobre o comentário de Gamaliel, quando este faz comentário sobre a expansão da Igreja.

Lucas destaca a declaração de Gamaliel (farizeu) – 5.33-39. - ler
Assim Lucas deixa claro que a Igreja é Instituição divina, pois permanece até hoje.

2. A justificar os Atos dos Apóstolos.
Ler e comentar - o tema central do sub-ponto - as atitudes dos apótolos para pregarem o Evangelho de Cristo.

3. Estimular aos crentes.
Ler e comentar - aplicar veementemente aos alunos a nossa responsabilidade de pregar a Palavra de Deus.

CONCLUSÃO
A conclusão pode ser feita por um aluno ou pode ser elaborada pelo professor, ou pode apenas ser lida e aplicada.

Boa aula....

Fontes.

Bíblia de Estudo - SHEDD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Deixe o seu comentário;
- Assim que puder responderei;
- Faça desse espaço um lugar de crescimento espiritual;
- Grato por sua visita;
- Deus te abençoe.